Notícias


Economia & Finanças Postado em quarta-feira, 07 de junho de 2017 às 16:27
A balança comercial brasileira registrou em maio superávit de US$ 7,661 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O resultado é recorde para qualquer mês, na série iniciada em 1989. Em maio do ano passado, o superávit foi de US$ 6,433 bilhões.

As exportações em maio somaram US$ 19,792 bilhões, com alta de 7,5% em relação a maio de 2016 e queda de 8,4% ante abril. As importações somaram US$ 12,131 bilhões, com alta de 4% sobre maio de 2016 e queda de 7,4% em comparação com abril.

No acumulado do ano, o superávit comercial é de US$ 29,032 bilhões, também recorde para o período. O saldo no ano subiu 47,5% sobre o superávit de 19,682 bilhões verificado de janeiro a maio de 2016. Nos cinco primeiros meses do ano, as exportações somaram US$ 87,932 bilhões, com alta de 18,5% pelo critério de média diária. As importações totalizaram US$ 58,900 bilhões com alta de 8,4% ante igual período de 2016.

Fonte: Valor Econômico
Economia & Finanças Postado em quarta-feira, 07 de junho de 2017 às 16:27
Inovação é foco dos investimentos das grandes indústrias neste ano. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que, com a crise econômica e a elevada ociosidade nas fábricas, 65% das empresas entrevistadas, ou quase dois terços, planejam investir em novos processos produtivos ou no desenvolvimento de produtos. Isso melhora a qualidade e aumenta as chances dos produtos brasileiros competirem com os estrangeiros nos mercados interno e externo, trazendo ganhos importantes para empresários e consumidores.



Conheça os cinco objetivos de investimentos das 584 indústrias de grande porte ouvidas pela CNI.

1. Melhoria do processo produtivo
38% das grandes indústrias pretendem investir na melhoria do processo produtivo. Esse tipo de mudança aumenta a produtividade, combate desperdícios e reduz os custos de produção. Com isso, a empresa ganha em eficiência e, em muitos casos, consegue diminuir o preço do produto.

2. Introdução de novos produtos
23% das grandes indústrias dizem que investirão no desenvolvimento de produtos. Trata-se de uma iniciativa importante em tempos de concorrência acirrada, rápidos avanços  tecnológicos e mudanças nas necessidades dos consumidores. Ao investir em novos produtos, a empresa conquista mercados e fortalece o vínculo com os clientes. Os consumidores terão mais opções no mercado para atender às suas necessidades.

3.  Aumento da capacidade produtiva
21% das grandes indústrias afirmam que investirão no aumento da capacidade de produção. A decisão indica que a empresa está crescendo e aposta na expansão da demanda por seus produtos.}

4. Manutenção da capacidade produtiva
12% das empresas ouvidas pela CNI planejam investir na manutenção da capacidade produtiva. Isso significa que a empresa trocará máquinas, peças e equipamentos ultrapassados, danificados ou desgastados, para manter a qualidade dos produtos e a produtividade.

5. Introdução de novos processos produtivos:
4% das grandes indústrias afirmam que investirão na introdução de novos processos produtivos. A inovação dos processos é decisiva para modernizar a fábrica, elevar a produtividade e a qualidade dos produtos. Em muitos casos, também reduz os custos de produção.

Fonte: CNI