Notícias


Varejo & Franquias Postado em terça-feira, 19 de outubro de 2021 às 11:10


Atendendo a uma demanda do mercado, a COUROMODA decidiu mudar a data do evento de 2022. A mostra iniciará no dia 17 (segunda-feira) e seguirá até o dia 19 (quarta-feira) de janeiro, no Expo Center Norte, na capital paulista. Antes, a mostra estava prevista para o período de 16 (domingo) a 18 (terça-feira). Muitos expositores e também lojistas demonstraram o desejo de que o evento não começasse mais no domingo, pois isso acarretaria em viagens ainda no sábado para muitos do participantes e uma possível redução na visitação.

Com lançamentos de outono-inverno e também de alto verão (para pronta-entrega), a COUROMODA será novamente o evento que abrirá o ano comercial do setor calçadista. Realizada poucas semanas após as vendas de Natal e de Ano Novo, o evento serve para que lojistas e compradores estrangeiros abasteçam seus empreendimentos. "A maioria das principais marcas de calçados, bolsas e acessórios já confirmou presença e lojistas de todo o Brasil se movimentam para estarem presentes e realizarem bons negócios. Estamos confiantes num excelente evento em janeiro próximo", detalha o Diretor Geral Jeferson Santos.

A movimentação para a mostra de 2022 segue intensa, com muitas consultas por parte de lojistas que desejam visitar o evento. A participação – em maior ou menor escala – de compradores internacionais ainda depende da evolução da pandemia e de eventual queda de barreiras sanitárias entre os países.

Do mesmo modo, fabricantes de diversas partes do país e dos mais variados nichos e portes avaliam ainda expor no primeiro evento presencial brasileiro do setor calçadista de relevância global. “Importante que todos os players do mercado acelerem suas programações e se organizem para aproveitar ao máximo o grande reencontro do setor. Lembramos que seguiremos rigorosamente todos os protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias para proporcionar um ambiente seguro para bons negócios”, completa Jeferson.

CAMPANHA MOSTRA DIFERENCIAIS

A campanha publicitária COUROMODA +, desenvolvida para dar destaque aos principais diferenciais positivos da mostra, segue a pleno vapor. Criada pela GBM Comunicação (Novo Hamburgo/RS), a campanha COUROMODA + se propõe a consolidar o conceito de que a mostra vai muito além da definição usual. “A COUROMODA é o principal ponto de convergência anual da inteligência e do business ligado ao setor calçadista brasileiro. Ao enfatizar quatro pilares – Moda, Negócios, Conectividade e Conteúdo –, a campanha projeta no mercado uma imagem de múltiplas facetas, atraindo com a mesma intensidade expositores e visitantes. Além do mais, a campanha não se limita somente ao evento presencial de 2022, que ocorre de 16 a 18 de janeiro. Ela também contempla ações ao longo de todo o próximo ano”, detalha Mauro Moraes, sócio-diretor da GBM Comunicação.


CONCEITOS

A campanha utiliza imagens com forte apelo de moda, condizentes com a temporada outono-inverno, principal mote em termos de lançamentos da COUROMODA. Nas fotos selecionadas, há sempre elementos que exploram cores vibrantes, uma das megatendências verificadas na temporada de inverno no Hemisfério Norte, inspirada pelo retorno da vida em movimento pós-pandemia, e que, certamente, balizará as coleções nacionais para a temporada de temperaturas mais amenas.

As cores escolhidas são as duas definidas pela Pantone como as tonalidades do ano de 2021: “Illuminating Yellow” e “Ultimate Grey” – tons iluminados de amarelo e cinza. São cores contrastantes e complementares que conferem à campanha atualidade e bom gosto estético.


OS QUATRO PILARES

Para captar novos expositores, ampliar o espaço dos já confirmados e impulsionar a visitação – em especial de lojistas e compradores estrangeiros, a campanha aposta em quatro pilares, quatro diferenciais que fazem da COUROMODA um evento único e imperdível. São eles:

+ Moda
A presença das principais marcas de calçados, bolsas, acessórios e confecções, voltadas aos públicos feminino, masculino e infantil, é um dos principais diferenciais da COUROMODA e será ainda mais reforçada na edição de 2022. No mesmo local, lojistas e compradores estrangeiros encontram grifes adequadas aos mais diferentes nichos de negócio, dos mais sofisticados aos mais acessíveis.

+ Negócios
Uma série de ações será desenvolvida para ampliar ainda mais a presença de lojistas e compradores internacionais. Campanhas específicas nas mídias sociais e publicidade em veículos segmentados mostrarão aos potenciais visitantes as vantagens de se fazer presente na mostra e concretizar bons negócios. Além disso, ações específicas de caravanas e visitas coletivas serão implementadas nos próximos meses. Tudo para garantir uma visitação ainda mais qualificada.

+ Conectividade
Em 2022, será dada continuidade ao projeto COUROMODA DIGITAL, que contou com quatro edições em 2021. Reformulado e otimizado, o projeto confirma a manutenção de mostras digitais em momentos específicos e de interesse de expositores e visitantes. Datas e número de eventos ainda estão sendo avaliados, porém uma coisa é certa: a COUROMODA DIGITAL seguirá sendo uma plataforma fácil, segura e objetiva para o lançamento de novidades e a realização de importantes negócios.

+ Conteúdo
A relevância das mídias sociais e das plataformas digitais é um fato inconteste. Justamente por isso, a COUROMODA apostará e investirá ainda mais neste segmento para levar conteúdo de qualidade ao mercado. Dezenas de milhares de seguidores nos perfis da mostra no Instagram, no Facebook e no YouTube serão abastecidos com conteúdos cada vez mais qualificados e relevantes. Dentro deste escopo, o Fórum CONEXÃO COUROMODA seguirá ocorrendo em seu formato digital, sempre tratando dos temas mais relevantes para o setor e com a presença de importantes palestrantes, debatedores e profissionais. Na COUROMODA presencial de 2022, o Fórum CONEXÃO COUROMODA será híbrido, com transmissão ao vivo das palestras presenciais nos perfis do Instagram e Facebook.

OTIMISMO

“Estamos muito otimistas com o próximo ano, que deve ser de retomada para o setor calçadista em geral e para o segmento de feiras em especial. E a campanha COUROMODA + traduz justamente este pensamento. Além do tão esperado retorno da feira presencial, estamos trabalhando para ter todo o ano de 2022 com muitas ações e iniciativas para potencializar negócios no cluster”, finaliza Jeferson Santos.

Fonte: Couro Moda
Inovação & Atualidade Postado em terça-feira, 19 de outubro de 2021 às 11:07


Na semana passada, a Microsoft anunciou que o LinkedIn seria descontinuado na China e, em seu lugar, a empresa lançaria o InJobs, uma versão única da plataforma com maior foco na busca por vagas de emprego, mas sem elementos de redes sociais. A mudança acontece devido à pressão de órgãos reguladores chineses quanto ao conteúdo do serviço original, o que provavelmente acarretou uma onda de banimentos em contas de usuários chineses.

Tentando mudar a noção de que o LinkedIn está simplesmente saindo do país asiático, o presidente da rede na China, Lu Jian, foi a público esclarecer o anúncio. Segundo ele, nenhum usuário chinês seria deixado para trás na rede social, e o que estaria acontecendo, na verdade, seria uma série de “ajustes estratégicos”, importante também para criar produtos.

“O LinkedIn não cortará os investimentos na China, [mas] irá aumentá-los. Não demitiremos funcionários e definitivamente não sairemos do país”, esclarece o executivo.

A mudança no modelo do LinkedIn na China pode ser algo parecido com a estratégia do TikTok, lá chamado de Douyin.

Contudo, usuários estão confusos com a fala de Jian. As contradições do presidente com o anúncio da Microsoft criam a sensação de insegurança, que tem sido manifestada por chineses em outras plataformas digitais. No país, a rede social corporativa da MS é especialmente importante para empresários em cargos altíssimos, apontou o site Financial Times.

As falas de Jian são um alívio para quem utiliza o LinkedIn na China, mas em nenhum momento desmentem o anúncio anterior da Microsoft. O discurso do presidente é genérico ao mencionar que a empresa ainda usará sua plataforma internacional para conectar vagas de emprego internacionais para os usuários chineses, já que o InJobs, teoricamente, teria essa função.


Microsoft repete estratégia do TikTok

Se levar os dois discursos em consideração e observar a estratégia de redes sociais na China, o que pode estar acontecendo é uma mudança de negócios para adaptação para o mercado. Diante de uma série de exigências do governo chinês, a Microsoft deve ter se visto sem saída senão acatá-las e, para evitar confusão com o LinkedIn tradicional , o serviço destinado ao país precisaria virar outra coisa.

Exemplos semelhantes de redes sociais com estratégias localizadas é o TikTok, que embora tenha surgido por uma empresa chinesa, por lá é batizado de Douyin. Lá, o aplicativo é um tanto diferente da versão que o restante do mundo conhece, já que atende às demandas específicas das autoridades locais.

Sendo assim, o InJobs seria apenas a solução apresentada pela Microsoft nesses mesmos moldes. Não se sabe exatamente como a rede ficará após a reconfiguração, mas seria algo como o próprio LinkedIn, só que sem nenhuma interação entre usuários, apenas preservando a relação entre empresas e candidatos.

Fonte: Financial Times, The Verge