Notícias


Estratégia & Marketing Postado em quarta-feira, 08 de maio de 2019 às 08:22
A comunicação visual tem a capacidade de atrair o cliente e conquistar sua atenção fazendo com que ele considere a aquisição dos produtos expostos no PDV.

Sem essa comunicação o processo de compra se torna vazio e seu público-alvo pode até notar o produto, mas há o risco dele não o adquirir.

Ao entrar em uma loja é necessário o cliente se deparar com materiais que sejam capazes de despertar vontades e instigar a aquisição de produtos. O consumidor precisa ser estimulado para que considere aquele produto um bem necessário para a vida. Caso contrário, ele vai embora de mãos vazias.

Então a comunicação visual no PDV pode até ser considerada um apelo das marcas, mas sem isso é quase impossível se comunicar “harmonicamente” com o público e demonstrar que seus produtos ou serviços são relevantes.

De qualquer forma, se ainda há dúvidas sobre a eficiência da comunicação visual no PDV, confira uma lista com 7 razões para sua marca investir nela.

1. Desperta a curiosidade do consumidor

Através da comunicação visual a sua marca atrai os olhares do consumidor em potencial e acaba instigando a sua curiosidade para com um produto. A partir disso é possível estimular as compras e inclusive fidelizar os clientes.Pode explorar produtos promocionais, separamos uma lista com 10 materiais que não podem faltar no ponto de venda.

2. Ajuda a fortalecer a imagem da marca

Quantos pontos de venda passam despercebidos pelo consumidor porque não há apelo algum nos mesmos? Muitos! Portanto, para que a imagem da marca seja fortalecida deverá investir em uma comunicação visual atrativa.

3. Divulga o lançamento de novos produtos

Com uma comunicação visual estratégica e bem desenvolvida você atrai os olhares do consumidor. Isso é crucial para as marcas que querem divulgar seus novos produtos ao público e precisam estimular a venda dos mesmos.

4. É uma forma de unir o útil ao agradável

Ao investir na comunicação visual do PDV a sua marca pode ter resultados interessantes tanto na venda de produtos, como na fidelização de clientes e tudo isso sem ter que gastar muito. Ou seja, você une o útil ao agradável.

5. Promove a sinalização correta de ambientes

Com o apelo visual a sua marca pode ser notada rapidamente pelo público e isso é crucial para que tenha a chance de conquistar um novo cliente. Os materiais promocionais, por exemplo, é uma boa forma de chamar atenção.

6. Crie um ambiente aconchegante ao consumidor

São poucos consumidores que se sujeitam a “entrar” em um PDV que não é agradável aos olhos, tem a aparência desorganizada e não estimula o seu consumo. Com a comunicação visual você torna o PDV mais aconchegante.

7. Melhora a comunicação entre a marca e o consumidor

Não pense que a comunicação entre marca e consumidor é apenas através da fala. Uma marca pode dizer muito sobre si através do seu visual e isso é capaz de ajudá-la a se aproximar do consumidor e criar uma boa relação.

Faça um planejamento e pesquise sobre as maneiras corretas de usar uma comunicação visual no PDV de seus produtos. Considere trabalhar com os itens que sejam eficientes e causam impacto aos consumidores. Assim a sua marca pode ampliar sua imagem, conquistar clientes e aumentar as vendas.

Fonte: Administradores

Estratégia & Marketing Postado em quinta-feira, 02 de maio de 2019 às 08:20
Quando o assunto é como se manter no mercado, logo surge o termo vantagem competitiva. Tratada inicialmente pelo professor e pesquisador da Harvard Business School, Michael Porter, é como o próprio nome sugere, a vantagem de uma empresa em comparação aos seus principais concorrentes. Esse conceito de vantagem competitiva foi trazido por Porter em 1979 dentre as Cinco Forças de Poder, capazes de tornar uma estratégia de negócios altamente eficiente.

Mas quando se fala nesse assunto, logo vem à mente as grandes empresas do mercado, como se esse conceito da área dos negócios só pudesse ser aplicado dentre elas. Mas é possível, e ressalto, de extrema necessidade, criar vantagem competitiva no pequeno negócio, que além de fazê-lo se manter no mercado, ajudará no processo de crescimento.

No livro Vantagem Competitiva (confira), escrito por Michael Porter, é mostrado como os empreendedores podem avaliar a posição competitiva do negócio no mercado, assim é possível criar as estratégias mais apropriadas para aprimorar todos os processos na empresa e fazê-la se destacar.

Vantagem competitiva – principais pilares

Destaco aqui os principais pilares para que se identifique o que é a vantagem competitiva:

Oferece valor ao cliente

É característica da vantagem competitiva, agregar valor. Tomando como exemplo o famoso produto iPhone da Apple, por que as pessoas querem o iPhone? Não é só porque é um produto caro ou por suas funcionalidades, mas porque aquele produto dá a elas uma sensação de ‘status’, as pessoas compram a ideia por trás da marca.

É insubstituível

Quando se cria uma vantagem competitiva, o ideal é que não haja uma vantagem substituta no mercado. A ideia precisa ser tão boa a ponto de não poder ser facilmente copiada.

É sustentável

Aqui, o termo sustentável se refere à vantagem competitiva que vence o tempo, o que se relaciona ao tópico anterior, ou seja, não é uma vantagem que possa ser copiada com facilidade pela voraz concorrência.

Como criar vantagem competitiva no pequeno negócio?

Primeiro é preciso desmistificar que: a vantagem competitiva não é um atributo necessário ou possível apenas a grandes empresas, esse é com conceito estratégico fundamental para que qualquer negócio, independentemente do porte, subsista no mercado.

O principal desafio para as pequenas e médias empresas é conseguir criar vantagem competitiva em um cenário de constante turbulência. Em um contexto que engloba tantas transformações na economia, na sociedade e no meio ambiente, o empreendedor precisa de muito mais foco e planejamento para conseguir se destacar no mercado, principalmente entre empresas do mesmo porte.

Para criar vantagem competitiva no pequeno negócio, é preciso sempre valorizar o conhecimento. O conhecimento ao qual me refiro é um conhecimento vivo, em constante movimento. Mais importante do que a mão de obra é que as mentes dos empreendedores não parem de trabalhar.

O mercado muda o tempo todo e as inovações não param de acontecer, resultado dessas transformações é a queda dos preços; ciclos de vida de produtos mais curtos; busca incessante por atender cada vez mais às necessidades dos clientes, além do desaparecimento de muitos negócios, em contrapartida à chegada de novos.

O importante é focar em usar todas as possibilidades de conhecimento em um negócio e torná-las uma prioridade. Estar por dentro dos processos da própria empresa, identificar os pontos fracos e fortes, onde estão as ameaças e possíveis oportunidades, sei que parece e é óbvio, mas é absurdamente essencial em um primeiro momento, quando o desejo é criar vantagem competitiva.

Uma das qualidades mais importantes no mundo empreendedor é a flexibilidade e agilidade (que garantem o dinamismo), principalmente quando se trata de pequenas e médias empresas.

Quando o empreendedor sabe o que é o seu negócio, entende o mercado, tem uma visão macro, tanto de negócios do mesmo porte e acima do seu, consegue organizar melhor as estratégias, usar melhor o poder da racionalização para pensar no que pode oferecer de diferente, que pode render uma vantagem competitiva capaz de fazer o negócio crescer no mercado.

Qual vai ser a vantagem? Será no custo menor na produção do produto/serviço e em consequência oferecer um produto com ótima qualidade e menor preço em comparação à concorrência? Será usada uma estratégia de segmentação? Enfim, o importante antes de tudo é entender quem são os concorrentes, como têm se mostrado no mercado e quais tem sido os seus resultados.

Acredito que o desafio para que se consiga criar vantagem competitiva no pequeno negócio é que o empreendedor não tenha mesmo medo de ousar em um ambiente regido por muitas turbulências e mudanças. Estar pronto para fazer acontecer é uma ordem no mundo empresarial.

Fonte: Empreendedor